M de Mindfulness

Look and see!

Levantando ligeiramente o olhar e escolhendo onde pousá-lo, o convite é o de largar o texto por uns segundos, colocar a intenção só no ver e poder absorver o máximo daquilo que este momento visual contem

Experimentaram?

o convite é o de largar o texto por uns segundos, colocar a intenção só no ver…

O convite agora é fazê-lo novamente. Mesma direção, mesma intenção, notando se para além daquilo que vêem (que desta vez pode ser diferente), é possível sentir o vosso pestanejar .

Um dia em si contem tanto estimulo visual e influencia no nosso estado de espírito, que tirarmos uns instantes para levar consciência a olhar, objetivamente, não só cultiva estarmos mais presentes como ajuda a sairmos do tão agitado piloto automático.

Neste conhecido piloto automático continuamos com tudo aquilo que puxa pelos nossos olhos mas deixamos de realmente ver.

E já imaginaram quanto perdemos quando deixamos de ver, podendo fazê-lo …

Este simples ato que tanto usamos mas pouco lembramos de apreciar.

Apreciar algo antes da interpretação de “bonito” ou “feio”.

Antes disso há só um olhar, um ver – e a paz que há nesta possibilidade sem ruído.

Então tal como o convite inicial, fica novamente um final – erguer a cabeça ligeiramente e levantar o olhar para seja o que for. Não ter de ser o mais apelativo mas aproveitando a mera pausa de poder abrir os olhos, vendo o que a vida apresenta.

Ver antes da interpretação.

Só ver.

E sentir o pestanejar, claro .

by Hannah Thantrey