Bárbara Virgínia

a primeira Realizadora Portuguesa de Cinema

Maria de Lourdes Dias Costa, era os seu nome e tinha apenas 22 anos quando se tornou a primeira realizadora portuguesa de Cinema e a primeira Realizadora a competir no Festival de Cinema de Cannes.

Foi Pianista, estudou Teatro, declamou Poesia, foi Locutora de Rádio, mas foi o Cinema que lhe roubou o coração.

Estreou-se como atriz em 1945 e um ano depois realizou o seu primeiro filme “Três Dias Sem Deus”.

No entanto, sua carreira de realizadora não foi muito mais além em Portugal. Entristecida pela falta de oportunidades para continuar a Realizar Cinema, emigrou para o Brasil em 1952, onde continuou a trabalhar e onde viveu até ao fim da sua vida, em 2015.

A Academia Portuguesa de Cinema criou um prémio com o seu nome para homenagear as mulheres que se distinguiram no Cinema Português.

Bárbara Virgínia foi a Pioneira que tentou mudar a história do Cinema Português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.