Comunicação e Marketing

Se colocarmos o cliente no centro, se pensarmos sobre a sua jornada e na forma como ele encara o mundo todos os dias, quais são os seus desafios e as suas dúvidas? Onde é que ele vai à procura de respostas? O cliente é o herói da nossa estória! Então, como é que nós o podemos ajudar a tornar-se o herói da nossa estória? É este o princípio, é por aqui que a estória deve começar. Depois, é preciso dar-lhe legitimidade e fazer com que seja relevante, útil, verdadeira, muito desejada e inspiracional. Os nossos clientes primeiro são humanos, e depois têm uma profissão. Têm os seus objetivos, os seus desafios e pouco tempo. Mas também têm necessidades, questões e vão precisar de orientação e ajuda.

Usem as estórias para entreter, envolver, mas aproveitem também para informar e guiar as pessoas. O storytelling é a nova forma de criar conteúdos relevantes, e a relevância é a nova forma de tornar um conteúdo viral!

Um bom contador de estórias vai ajudar o seu cliente a ser o herói da jornada, e com isso vai transformar-se também ele no herói da sua própria jornada.

Os clientes são humanos e os contadores de estórias também!

Encontrem-se!

Abraço.

Paula Ribeiro

Head of marketing and Communication at bloom up

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.