A máscara não nos impedirá de sorrir .

Os próximos tempos, vão trazer alguns desafios. Já sabemos. Como este de sorrir…mas se a máscara vai esconder o sorriso, a verdade é que podemos sorrir de muitas outras formas!  Temos de nos lembrar de sorrir, com a voz,com frases animadoras, com os olhos, com os gestos, com as lembranças e as recordações! Seja como for ou de que forma for: Lembre-se sempre de sorrir! 

Sorrir aos outros e com os outros, faz sempre bem. Ficamos mais bem dispostos e tudo corre melhor. Contudo,também, devemos sorrir a nós mesmos.  Quer seja pela manhã, quando acordamos ou durante o dia quando precisamos de nos mimar e recompensar.  Nunca devemos estar muito ocupados para sorrir, porque criar felicidade na vida, não demora muito tempo. 


Só precisa de fazer algumas coisas certas. “ Não é fazer o que gosta mas gostar do que faz o segredo da felicidade. – James M. Barrie


Sugestões para aumentar o índice de bem-estar e felicidade: 

1. Sorria para estranhos. Não espere que as pessoas sorriam. Sorria primeiro. Vai ficar surpreendido com a resposta.Baixe a guarda. Converse com alguém que não conhece bem. Escute. E durante a conversa vá sempre sorrindo, Quanto mais sorri para os outros, mais os outros devolvem o sorriso. E a vida é muito mais agradável quando todos ao nosso redor estão a sorrir.

2. Crie algo. A criação é um processo como nenhum outro. Ao usar a sua criatividade e construir algo com suas próprias mãos, vai sentir uma sensação indescritível de totalidade. Realmente não há substituto para isso. A única ressalva é que tem de estar relacionada com algo que realmente lhe importa. Se normalmente cria planos financeiros para clientes o dia todo e odeia, está numa zona complicada para sentir bem-estar.. Mas se conseguir encontrar algo que ama e criar algo relacionado com isso, essa escolha vai fazer toda a diferença na sua vida. Se não cria algo há algum tempo apenas pelo prazer de criar, tente. Vai adorar todos os momentos.

3. Use a sua imaginação.

Ontem, vi um vídeo de uma criança, que andava às voltas da casa, contente e divertido com nada mais que uma banana e a sua imaginação. Ele estava a fingir que a banana era um foguete e voava por toda a casa. Quando foi a última vez que fez algo tão simples e libertador? Nascemos a saber que temos de aproveitar a vida e, mesmo depois de aprendermos todas as coisas maravilhosas que os adultos aprendem, esquecemos de alguma maneira como nos divertir? É quase como se ficássemos mais burros nesse aspecto à medida que envelhecemos. A solução? Contrarie o processo de envelhecimento com todo o poder da sua imaginação. Acredite que não precisa fingir …é só dar espaço a sua criatividade. E sorrir, sempre!

by Ana Matos

in Bem-Estar e longevidade@Mmagazine

todos os direitos reservados mulheres.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.