Política salarial a aplicar para motivar os seus Recursos Humanos

Política salarial a aplicar para motivar os seus Recursos Humanos

“Qualquer funcionário quer ver-se reconhecido e compensado pelos seus contributos…”

Numa indústria cada vez mais importante na economia e na projeção do país no mundo, (ganhámos pela terceira vez o Melhor Destino Turístico do Mundo) não se entende como mantemos, na sua grande maioria, uma política salarial nada atrativa, com a agravante, segundo um estudo da consultora Mercer, que quem trabalha em Lisboa recebe mais que os que exercem as mesmas funções no Porto e no Algarve (-11% no Porto e -8% no Algarve). Os homens ganham mais que as mulheres, principalmente em funções de direção.  

Qualquer funcionário quer ver-se reconhecido e compensado pelos seus contributos, com uma retribuição justa, ter oportunidade de ser promovido, e que a liderança tenha um propósito claro. Para isto é necessária de uma vez por todas,ter na organização hoteleira uma pessoa especialista em acompanhar este processo de integração, motivação, formação, coaching, e capacidade de apresentar à empresa soluções salariais atrativas, quer para o funcionário, quer para a empresa. No caso das unidades hoteleiras serem de pequena dimensão, existe hoje em dia, o “Outsourcing” que permite ao líder ter estas mesmas ferramentas. 

Julgo que existe uma fórmula que ajudaria a equilibrar o anteriormente apresentado: remuneração fixa , variável nas funções adicionais, extra ou complementares, de forma a motivar e a remunerar melhor, e sem descriminações. 

Ana Beatriz 





Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.