Bem-Estar na Hotelaria

*continuação

A experiência que precede uma boa noite é o “famoso” pequeno-almoço de hotel. Muitos acreditam que quantidade é qualidade, pois eu acredito que qualidade, excelente apresentação e um bom serviço, é o essencial para que o hóspede saia satisfeito desta preciosa experiência.

Entrar no local do pequeno-almoço e ver o colaborador a sorrir, e dizer “Bom dia” é talvez dos pormenores mais marcantes. De seguida uma boa mise-en-place (com cuidados nas peças escolhidas) e um bom serviço de pequeno-almoço, que pode ser o humilde “Continental” ou o abastado “À Americana”.

“Em qualquer um deles o segredo está na boa qualidade de todos os produtos, e no seguimento das novas tendências alimentares, que requerem toda a nossa atenção e um bom serviço, que complementam o Bem-estar no nosso hóspede.”

Sugiro que o espaço dos pequenos-almoços seja um espaço bem pensado, arejado e de preferência com uma música subtil, mas com impacto neste bem-estar.

Hoje em dia todas as unidades hoteleiras podem ter este serviço, de forma mais tradicional ou inovadora. A verdade é que é um momento importante e que fica nas memórias de qualquer hóspede.

Após este momento o hóspede estará desperto e confortável para disfrutar da sua estadia, visitar a localidade, trabalhar, ou simplesmente fazer check-out.

 *A conclusão deste tema é já na próxima edição.

Ana Beatriz