Penso, logo sou mais feliz .

Penso logo…sou mais feliz!

Quando perguntamos a alguém qual é o seu maior desejo, é natural que a resposta seja ser feliz. Todos os objetivos que pretendemos alcançar – saúde, amor, riqueza – são apenas meios para sermos mais felizes, mesmo quando os desejamos para os outros, como é o caso de um filho. Se um filho estiver feliz, nós estamos felizes.
Mas como alcançar esse estado de felicidade? Não controlamos totalmente aquilo que nos acontece, mas podemos dominar os pensamentos.

Toma nota destas 5 dicas:

Pensa de maneira positiva: não é fácil lidar com situações desagradáveis, mas se pensarmos que tudo faz parte da aprendizagem tiramos maior proveito da situação.

Faz coisas que te façam mais feliz. Planeia objetivos que queiras alcançar, coloca timings realistas, vai concretizando em pequenos passos.

Faz mais pela tua saúde, pratica exercício, cuida da tua alimentação, dorme melhor. Irás ficar mais forte física e psicologicamente.

Não entres em stresse facilmente, a maioria das situações têm uma solução relativamente fácil.

Faz um esforço para que tudo isto aconteça.

Penso que sou mais feliz, logo sou mesmo mais feliz!

Isabel Pinto da Costa
Diretora da revista Sport Life @mulheres..com
em “1′ Mulher Sport Life”

Mulher Sport Life – Livre como tu !

 A 29 de Julho foi dia de estreia de uma nova rubrica no mulheres.com.

Chama-se Mulher “Sport Life” e propõe abordar temas interessantes para as mulheres que adoram “sports”.

Esta nova rubrica da autoria  e locução da Isabel Pinto da Costa,  tem a duração de 1′ e acontece todos os sábados@mulheres.com

A Bicicleta e a Mulher

Para alguém mudar a lei, no século XIX, precisava de se deslocar para reunir com outras pessoas, o que não era fácil para as mulheres que queriam conquistar o direito de voto e não conduziam (foi a mulher do fundador da Mercedes Benz que conduziu um automóvel pela primeira vez em 1855). Foi por necessidade que as principais activistas dos direitos das mulheres, principalmente francesas e americanas começaram a usar a bicicleta com frequência.

… Facilitava as deslocações para poderem encontrar-se com quem tinha os mesmos objetivos e unir forças. Levou também a vestir roupas mais adequadas – os espartilhos e as grandes saias foram substituídos pelo Spencer (casaco adaptado do vestuário masculino) e as calças Bloomer, lançadas em 1850 por Amelia Bloomer, editora do primeiro jornal dedicado às mulheres.

… Argumentos como: andar de bicicleta faz mal, ou que era indecente porque friccionava as zonas íntimas, eram postos em cima da mesa porque este ato de liberdade contestava os preconceitos existentes. Mas a bicicleta ficou para sempre ligada à imagem das mulheres que contestaram injustiças ao ponto de Susana Anthony, uma das principais líderes do movimento sufragista, ter afirmado no final do século que: “andar de bicicleta fez mais pela Mulher do que qualquer outra coisa no mundo’.

 

Isabel Pinto da Costa 

Diretora da Revista Sport life

in Rubrica MULHER SPORT LIFE (num minuto)) em mulheres.com na Rádio Marginal 98.1FM e http://www.marginal.fm

Não te apaixones…

“Não te apaixones por uma mulher que lê, por uma mulher que tem sentimentos, por uma mulher que escreve… Não te apaixones por uma mulher culta, maga, delirante, louca. Não te apaixones por uma mulher que pensa, que sabe o que sabe e que também sabe voar, uma mulher confiante em si mesma.

Não te apaixones por uma mulher que ri ou chora quando faz amor, que sabe transformar a carne em espírito; e muito menos te apaixones por uma mulher que ama poesia (estas são as mais perigosas), ou que fica meia hora contemplando uma pintura e não é capaz de viver sem música.

Não te apaixones por uma mulher que está interessada em política, que é rebelde e sente um enorme horror pelas injustiças. Não te apaixones por uma mulher que não gosta de assistir televisão. Nem de uma mulher que é bonita, mas que não se importa com as características do seu rosto e do seu corpo.

Não te apaixones por uma mulher intensa, brincalhona, lúcida e irreverente. Não queiras apaixonar-te por uma mulher assim. Porque quando te apaixonares por uma mulher como esta, se ela vai ficar contigo ou não, se ela te ama ou não, de uma mulher assim, jamais conseguirás ficar livre…”

Martha Rivera Garrido

Novo site mulheres.com

É com orgulho que, no Dia da Mulher, apresentamos o novo site do ‘mulheres.com’.

Mais do que um espaço onde salientamos o papel conscientemente impactante que várias personalidades nacionais têm na sociedade dos nossos dias, partilhamos momentos, emoções, imagens, experiências que Vos motivem e elevem.

Em mulheres.com.pt damos voz a todos os que, de forma mais ou menos direta, contribuem com um olhar altruísta sobre o Mundo, onde ajudar o próximo é muito mais do que apenas uma máxima, é uma prática diária.

Mais do que um site, um modo de estar ‘onde inspiração se escreve com M’.

Online a partir de hoje mas em evolução que pretendemos permanente, sempre para melhor.

FELIZ DIA DA MULHER!