TIME IN

Dia 13 de Fevereiro é o Dia Mundial da Rádio.

Esta data marca o dia em que a “United Nations Radio” emitiu pela primeira vez. Foi em 1946 e o programa foi emitido em simultâneo em seis países.

Em 2011, a UNESCO escolheu o dia 13 de Fevereiro para ser o Dia Mundial da Rádio e foi só a partir do ano de 2012 que passou a ser celebrado.

A rádio é o meio de comunicação social que mais público alcança e que tem sido capaz de se adaptar na perfeição às novas tecnologias, oferecendo aos ouvintes novos meios de transmissão, nomeadamente online, uma nova interação através das redes sociais e mostrando um pouco de si e dos seus profoissionais com as transmissões de vídeos em directo e de rubricas filmadas e divulgadas em vídeo para o mundo.

A maioria das rádios fazem o seu open day para que os ouvintes possam visitar, participar e partilharem do espírito da rádio.

No TIME IN desta semana destacamos Maria José Mauperrin, a primeira realizadora de rádio em Portugal e uma das primeiras locutoras.

“mulheres.com” está aqui, de Cascais para o Mundo em 98.1, em marginal.fm e em podcast.

HappyFood4HappyPeople

by Ana Matos

Saúde, Bem-Estar e Longevidade.


A Primavera é muito exigente,

Aproxima-se uma nova estação do ano, e sempre que tal acontece é importante estarmos preparados.
A Primavera é muito exigente, e por isso devemos preparar-nos para recebê-la como verdadeiros anfitriões…

Cuidar de si é o importante

Alguns de nós esperam pelas férias como se de um elixir se tratasse, um comprimido mágico, uma borracha de apagar, que tudo vai eliminar e permitir a mudança quando voltarmos.
Outros pensam nas inúmeras alterações e diferentes decisões que vão fazer, mas a rotina é mais pesada e nada mudam.
As inúmeras atividades, os excessos, as correrias causam mais tensão e aumentam a ansiedade.

Programa Reset & Detox

Reconhecer a necessidade de cuidar de si, num tempo só seu, para recuperar e revitalizar devidamente , é imperativo para a sua saúde.

Muitos estudos demonstram como nos sentimos mais do que nunca ansiosos, cansados, com problemas em dormir, digestões difíceis, dores no corpo, pernas pesadas, sistema hormonal descontrolado, níveis de irritação e intolerância altos, luta constante com o aumento de peso, enfim, só para citar alguns sintomas que tanto transtorno nos dão.

O resultado é que muitos de nós, em determinado momento, tentamos desintoxicar o corpo e a mente de qualquer maneira.
Experimentamos deixar de beber café durante uma semana ou fizemos a dieta das uvas ou fomos a correr para o ginásio. Alguma coisa é melhor que nada. Contudo a sobrecarga de toxinas acumuladas durante um ano, é tanta, que o organismo não funciona assim.
Estamos expostos a uma enorme carga de toxinas, sem darmos conta como o ar que respiramos, poluição geral, a luz elétrica, ar condicionado, cigarros, alimentos, cremes, detergentes, pensamentos, (…)

É evidente que não estamos privados de defesas. E em vez de continuar a enumerar as toxinas e a dizer que são prejudiciais, desenvolvi o programa Reset & Detox que estimula o nosso organismo a limpar e a eliminar toxinas e metais pesados com resultados visíveis a longo prazo no que respeita à saúde e ao bem-estar.

O programa associa uma dieta líquida detox com terapias e técnicas que em associação aceleram o metabolismo e promovem a capacidade de estar no seu melhor.
Temos kundalini yoga, Mindfullness, alongamentos & flexibilidade, caminhadas sensoriais na natureza, dança, técnica e pratica de reflexão individual, story telling entre outras.
Estas terapias associadas em si, num ritmo próprio, são determinantes e essenciais, ao processo.

O programa pode ser de 1 dia, de 3 e de 5 dias, podendo ser estendido para quem pretender trabalhar a fundo um determinado sintoma ou objetivo.

 É para todos, este programa Reset & Detox.
A desintoxicação é o mais importante meio de prevenção na saúde.

20 de Março é o dia Mundial da Felicidade

Dia 20 de Março é o dia Mundial da Felicidade, convencionado pela ONU em 2013 , e que visa promover a felicidade entre as pessoas e mostrar como este é um sentimento fundamental para o bem-estar das Nações.
A Origem do dia
A “criação” do Dia Mundial da Felicidade surgiu por sugestão do pequeno Reino Budista do Butão, nos Himalaias que adoptou como estatística oficial a “Felicidade Nacional Bruta” em vez do Produto Interno Bruto.
Todos nós procuramos a felicidade. A Felicidade relaciona-se não só com a personalidade mas também com a disposição e o modo de estar e viver .
O Objectivo é ser feliz e a partilha é uma forma de ser mais feliz contribuindo para a felicidade do outro.
Com base nesta ideologia de positivismo e partilha, levamos a efeito uma Ação Solidária em e para Cascais. #1por todospor1 é a Campanha de recolha de produtos alimentares, de higiene e para bébé para oferecer a famílias carenciadas do concelho de Cascais.
Pela Felicidade
 de todos, assuma este compromisso #1portodospor1 

http://www.cascais.pt

http://mulheres.com.pt

 

Penso, logo sou mais feliz .

Penso logo…sou mais feliz!

Quando perguntamos a alguém qual é o seu maior desejo, é natural que a resposta seja ser feliz. Todos os objetivos que pretendemos alcançar – saúde, amor, riqueza – são apenas meios para sermos mais felizes, mesmo quando os desejamos para os outros, como é o caso de um filho. Se um filho estiver feliz, nós estamos felizes.
Mas como alcançar esse estado de felicidade? Não controlamos totalmente aquilo que nos acontece, mas podemos dominar os pensamentos.

Toma nota destas 5 dicas:

Pensa de maneira positiva: não é fácil lidar com situações desagradáveis, mas se pensarmos que tudo faz parte da aprendizagem tiramos maior proveito da situação.

Faz coisas que te façam mais feliz. Planeia objetivos que queiras alcançar, coloca timings realistas, vai concretizando em pequenos passos.

Faz mais pela tua saúde, pratica exercício, cuida da tua alimentação, dorme melhor. Irás ficar mais forte física e psicologicamente.

Não entres em stresse facilmente, a maioria das situações têm uma solução relativamente fácil.

Faz um esforço para que tudo isto aconteça.

Penso que sou mais feliz, logo sou mesmo mais feliz!

Isabel Pinto da Costa
Diretora da revista Sport Life @mulheres..com
em “1′ Mulher Sport Life”

Mulher Sport Life – Livre como tu !

 A 29 de Julho foi dia de estreia de uma nova rubrica no mulheres.com.

Chama-se Mulher “Sport Life” e propõe abordar temas interessantes para as mulheres que adoram “sports”.

Esta nova rubrica da autoria  e locução da Isabel Pinto da Costa,  tem a duração de 1′ e acontece todos os sábados@mulheres.com

A Bicicleta e a Mulher

Para alguém mudar a lei, no século XIX, precisava de se deslocar para reunir com outras pessoas, o que não era fácil para as mulheres que queriam conquistar o direito de voto e não conduziam (foi a mulher do fundador da Mercedes Benz que conduziu um automóvel pela primeira vez em 1855). Foi por necessidade que as principais activistas dos direitos das mulheres, principalmente francesas e americanas começaram a usar a bicicleta com frequência.

… Facilitava as deslocações para poderem encontrar-se com quem tinha os mesmos objetivos e unir forças. Levou também a vestir roupas mais adequadas – os espartilhos e as grandes saias foram substituídos pelo Spencer (casaco adaptado do vestuário masculino) e as calças Bloomer, lançadas em 1850 por Amelia Bloomer, editora do primeiro jornal dedicado às mulheres.

… Argumentos como: andar de bicicleta faz mal, ou que era indecente porque friccionava as zonas íntimas, eram postos em cima da mesa porque este ato de liberdade contestava os preconceitos existentes. Mas a bicicleta ficou para sempre ligada à imagem das mulheres que contestaram injustiças ao ponto de Susana Anthony, uma das principais líderes do movimento sufragista, ter afirmado no final do século que: “andar de bicicleta fez mais pela Mulher do que qualquer outra coisa no mundo’.

 

Isabel Pinto da Costa 

Diretora da Revista Sport life

in Rubrica MULHER SPORT LIFE (num minuto)) em mulheres.com na Rádio Marginal 98.1FM e http://www.marginal.fm

Não te apaixones…

“Não te apaixones por uma mulher que lê, por uma mulher que tem sentimentos, por uma mulher que escreve… Não te apaixones por uma mulher culta, maga, delirante, louca. Não te apaixones por uma mulher que pensa, que sabe o que sabe e que também sabe voar, uma mulher confiante em si mesma.

Não te apaixones por uma mulher que ri ou chora quando faz amor, que sabe transformar a carne em espírito; e muito menos te apaixones por uma mulher que ama poesia (estas são as mais perigosas), ou que fica meia hora contemplando uma pintura e não é capaz de viver sem música.

Não te apaixones por uma mulher que está interessada em política, que é rebelde e sente um enorme horror pelas injustiças. Não te apaixones por uma mulher que não gosta de assistir televisão. Nem de uma mulher que é bonita, mas que não se importa com as características do seu rosto e do seu corpo.

Não te apaixones por uma mulher intensa, brincalhona, lúcida e irreverente. Não queiras apaixonar-te por uma mulher assim. Porque quando te apaixonares por uma mulher como esta, se ela vai ficar contigo ou não, se ela te ama ou não, de uma mulher assim, jamais conseguirás ficar livre…”

Martha Rivera Garrido