COMO POTENCIAR A RESILIÊNCIA

Embora saibamos que nunca passámos por uma situação igual a esta, existem práticas que nos conseguem ajudar, e muito, a ultrapassar alturas em a resiliência nos ajuda a recuperar.

Falo-vos de : exercício físico, desenhar, ouvir música, alongar, tomar um banho quente sem pressa, mimar o animal de estimação, passar o maior tempo possível em contacto com a natureza (varanda, jardim se puder fazê-lo), abrir as janelas, ler um livro, meditar, cozinhar, respirar fundo, cantar, tocar um instrumento, arrumar ou mudar os móveis de sítio, ver álbuns de fotos de férias ou momentos positivos, jogar um jogo de tabuleiro em família, pintar as unhas e pôr creme a seguir ao duche sem pressa, planear novas férias ou uma viagem, fazer um zoom com familiares e amigos, escrever um diário…

Pelo contrário, o que piora a nossa capacidade de resiliência: dormir horas a mais, abusar da comida ou do álcool, ficar de pijama o dia todo, isolarmo-nos, não comunicar com a família ou amigos, não fazer pausas no horário de trabalho ou ter horários de trabalho desajustados, não fazer a cama, não desconectar da tecnologia, abusar das redes sociais e fazer comparações com os outros, ignorar o nosso corpo, não nos hidratarmos, fazer compras compulsivas pela internet, sermos pessimistas, ver e ouvir muitas vezes as notícias.

Faz o teu plano. Faz um quadro, um horário, com cores e post its. Coloca o PROPÓSITO, APOIO, TRANQUILIDADE, RACIONALIZAÇÃO, A SAÚDE E A PERSISTÊNCIA e enche com boas práticas tendo em conta o que aprendeste com a tua experiência anterior e o que sabes que aumenta os teus níveis de resiliência. Põe alarmes (reminders) no teu telemóvel para que o consigas cumprir. E sobretudo, não arranjes desculpas… “ah nunca meditei, não sei fazer” …pois há aplicações gratuitas. Começa apenas por fazê-lo por 3 minutos. “Ah, não tenho equipamento para fazer exercício em casa…” Enche duas garrafas de água e utiliza como se fossem pesos, vai à rua e corre por uns minutos (cumprindo as regras), se tiveres escadas, sobe e desce 3 vezes…O que é importante é querermos. Cumpre o teu plano e avalia como te sentes. Torna este plano dinâmico e altera o que achas que não resultou…

Sugiro que faças o plano durante o fim de semana e que o comeces na 2f.

Science pitches:

Sonja Lyuburmisky comprovou em 2006 que o facto de recordarmos memórias felizes (fotos de férias, festas, comemorações) por 8 minutos durante 3 dias, trazia um boost nos nossos níveis de bem-estar subjetivo que se prolongam por mais de um mês.

 . Todos nós temos a tendência de sobrestimar o impacto emocional de um evento futuro, tanto em termos de intensidade quanto de duração, i.e, temos a tendência de achar que vai ser muito mais negativo do que na realidade acaba por ser (Impact bias/Mispredicting intensity-Levine 2012/duration – Dunn 2003)

by Marta Garcia in A Formula da Felicidade @Mmagazine

todos os direitos reservados mulheres.com

Páginas: 1 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.