Direitos Humanos

16 dias de ativismo: fim à violência masculina contra as mulheres e raparigas

Entre o dia 25 de novembro – Dia Internacional pela Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres e o dia 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos, assinalam-se 16 dias de ativismo para a eliminação de todas as formas de violência masculina contra as mulheres e raparigas.

Uma investigação de 2013 revelou que ativismo feminista é o fator mais importante e consistente na determinação das políticas de prevenção e combate à violência masculina contra as mulheres e raparigas. Estas políticas são, literalmente, vitais. Considerando apenas os femicídios ocorridos este ano em Portugal, constatamos que, até 25 de novembro de 2019, foram assassinadas, num contexto de relações de intimidade, 24 mulheres e uma menina em Portugal, com idades compreendidas entre os 2 e os 93 anos.

Os movimentos feministas são indispensáveis à transformação das sociedades, apoiando-se nas convenções e acordos internacionais e regionais de direitos humanos das mulheres e raparigas para influenciar o desenvolvimento de políticas públicas. Nestes 16 dias de ativismo, chamamos a atenção de todas e todos, para as múltiplas formas de violência masculina contra as mulheres e raparigas.

by Ana Sofia Fernandes

Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulhereshttp://www.plataformadosdireitosdasmulheres.org

Vice-Presidente do Lobby Europeu das Mulheres

Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.