O Lobby Europeu das Mulheres e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres

O Lobby Europeu das Mulheres e a Plataforma Portuguesa para os Direitos 
das Mulheres congratulam-se com os resultados das eleições europeias: 
estamos particularmente satisfeitas com o número recorde de pessoas que 
se mobilizaram nos 28 Estados-Membros (EM) para participar no maior 
momento democrático transnacional do mundo.

Os resultados mostram que muitas/os cidadãs e cidadãos estão a lutar por 
uma Europa feminista e sustentável e trabalharemos para garantir que as 
e os deputados trabalhem para que tal aconteça. A relativa fragmentação 
significa que as e os deputados do novo Parlamento Europeu (PE) terão de 
trabalhar em conjunto para garantir que a Europa não deixe ninguém para 
trás. Com alguns resultados ainda não confirmados, a nossa análise 
inicial sugere que haverá um ligeiro aumento no número de mulheres 
eleitas para o PE: esperamos que 40% das/os deputados sejam mulheres. 
Embora este aumento seja positivo, ainda estamos longe de um Parlamento 
50/50: os homens voltarão a estar excessivamente representados nesta 
instituição.

Os resultados mostram que muitas/os cidadãs e cidadãos estão a lutar por 
uma Europa feminista e sustentável e …

Iremos continuar a defender uma Europa feminista, uma Europa que não 
deixe ninguém para trás e que inclua todas as mulheres na nossa 
diversidade. As eleições europeias são um primeiro passo: apelamos agora 
a todos os EM, à Comissão Europeia e eurodeputadas/os que assegurem a 
paridade no Colégio de Comissários. Está na hora de ver as mulheres na 
liderança das instituições europeias: como presidentes e 
vice-presidentes da Comissão e do Parlamento.

Ana Sofia Fernandes
Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres
Vice-Presidente do Lobby Europeu das Mulheres

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.